terça-feira, abril 22, 2014

O Véu da Serra do Cantinho

PENSE NISSO! MAS PENSE AGORA MESMO
............................................................................................................
O Véu da Serra do Cantinho
(Reynollds Augusto)


A Serra está bonita, formosa, como quem vai casar. O tapete verde abrilhanta o nosso sertão sofrido, outrora cinzento, fumacento. O Pincel de DEUS veio para pintar esse cenário poeta, de lutas e sonhos.
Apesar de saber que o nosso problema não é água, pois a temos em grande quantidade e sim questão política; no final, o povo conta com a Providência Divina.
Os nossos açudes estão pegando água.
Até ontem a desesperança, a dor o sofrimento, agora a esperança, a satisfação a alegria. Teremos muito milho verde. Muita canjica, pamonhas, feitas por minha sogra “NANÁ.
A comida de “Naná” é diferente. Quem já experimentou sabe do que estou falando a verdade.
O “véu” da Serra é longo e o branco provoca a paz da esperança. Será uma mistura perfeita, branco, verde, azul escuro do céu, balada de DEUS, com os trovões da felicidade e os luminosos raios cortando os céus do meu sertão. Sem falar no forró, a música da alegria, da gente, da roça, do pé de serra, do famoso forró do Sítio Cantinho.
“Olha pro céu, meu amor, vê como ele estás lindo”...
Canta o grande Luiz Gonzaga, que já deixou o mundo das ilusões.
Quem esteve por aqui foi a nossa “namoradinha do sertão” LUCY ALVES, com o seu paizão Zé Badú. A linda morena, simples e inteligente, como sempre, veio participar da festa dos nossos irmãos católicos, que relembra a experiência do espírito mais perfeito que esteve por essas bandas, na chamada “semana santa”.

Jesus deixou um legado de moralidade e uma proposta de vida que se colocada em prática, teríamos o céu na Terra. Mas, o povo não a entendeu ainda. Está à cata de milagres, de “salvação”, esperando que Deus faça tudo por nós. As igrejas estão cheias. Lá dentro, todos com Deus. Passou da porta, cada um por si.
Lembro-me de Jesus: “Hipócritas, até quando estareis convosco”.
Mas, nem todos são assim.
Eu recebi de presente, do grande Zé Badú, pai da nossa “namoradinha do sertão” o novo CD da sua jóia rara: LUCY ALVES. Belas músicas, com a emoção de quem sabe cantar o nordeste. A garota tem arte, emoção e razão. Não nega a sua origem e apesar, de ser uma pessoense, “por acidente”, pois a sua raiz é do Sítio Cantinho, em Itaporanga, terra de artistas e homens íntegros, eu a considero Itaporanguense.
Esse ano vai ser grande o forró aqui em casa e na nossa cidade.
E VIVA O SERTÃO! 
E VIVA A CHUVA! 
E VIVA LUCY ALVES. 
E VIVA O FORRÓ! 

PENSE NISSO! MAS PENSE AGORA MESMO.

segunda-feira, abril 21, 2014

Ninguem Vai ao Pai Senão Por Mim

Ninguém Vai ao Pai Senão por Mim
(Reynollds Augusto)

Essa expressão foi utilizada pelo espírito mais perfeito que já veio por essas bandas, em momento de observação. Jesus de Nazaré, que não era Deus, mas é o espírito mais aproximado da divindade, pois sempre asseverava que: “eu e o Pai somos um” e que “ninguém vai ao pai senão por mim”.
É claro que há outros caminhos que nos levam a Deus, pois ele sempre enviou outros luminares às culturas diversas, que ensinaram como ele, a verdade, que está espalhada pelo mundo.

A questão é que somos atrasados demais, ainda, e nossos combustíveis ainda são o orgulho e o egoísmo, as duas grandes chagas sociais. Vê aí se os nossos defeitos ou vem do orgulho ou do egoísmo? Pois é.
Se não tivesse encontrado a Doutrina Espírita, seria mais um desses ateus sem causa, pois as religiões materializaram com seus dogmas do domínio e da irracionalidade as proposta simples de Jesus, mas jamais simplicistas.

É preciso ter “olhos de ver” e “ouvidos de ouvir”. Isso tem a ver com a nossa maturidade. Os absurdos que os religiosos espalham por aí, traduzindo mensagem de Jesus, como diz o meu colega Oficial de Justiça e venerável, ZÉ NILTON: É BRINCADEIRA!

Ele sempre usa essa expressão para enfatizar os equívocos gerais.

Um deles: Maria Mãe de Deus.

Deus não tem mãe, nem pai. É a causa. Causa primária de todas as coisas. Inteligência suprema do Universo. Maria, Jesus, eu, você, somos suas criaturas, ou como usou o mestre :“seus filhos”.

uem disse esse “negócio, foi o Bispo Patriarca de Constantinopla, como assevera José Reis Chaves. Tinha o nome de Nestório e defendia que Jesus tinha a pessoa humana que vinha de Maria e a divina que vinha de Deus. Segundo José Reis, essa tese foi condenada pelo Concílio de Éfeso (431), que sustentava que Jesus só tinha a pessoa divina e que Maria era, portanto, MÃE DE DEUS. Já Eutiques, que foi um sábio de Constantinopla, ensinava o Monofisismo, aquela doutrina de que Jesus tinha uma só natureza, a divina, em detrimento de sua humanidade.

Discussões e mais discussões, concílios e mais concílios, a irracionalidade clerical, não compreendo a grandeza desse espírito, continua com essa tese esdrúxula, pois o próprio Jesus em suas andanças peripatéticas, pois como Sócrates, ensinava andando, já sustentara que ele era uma pessoa e Deus era outra. Pessoa não, pois Deus não é pessoa, é falta de linguagem mesmo. Outro ser, menos comprometedor.
Quem criou um alarido danado foi o Padre Marcelo, que colocou o nome de seu filme: “MARIA, MÃE DO FILHO DE DEUS”.

Tô com o padre. Deus é a causa e nós seus filhos.

PENSE NISSO!MAS PENSE AGORA MESMO

domingo, abril 20, 2014

Encerramento da IX Semana Espirita do Vale do PIanco


Encerramento da IX SEMANA ESPÍRITA DO VALE DO PIANCÓ (Reynollds Augusto)


Dia 18 de abril é considerado o dia do Espiritismo no mundo. É o Consolador Prometido por Jesus, que inaugura a era do espiritualismo científico, ensinando a fé racional, enfrentando a razão em todas as épocas da humanidade.

É a terceira fase do projeto de Deus para o preparo dos seus filhos rumo à plenitude, possibilitando ao ser humano o desenvolvimento da razão e do sentimento, na estrada da evolução.

A Semana Espírita do Vale do Piancó foi um movimento que nasceu na década de noventa, criado pelos veteranos FERNÃO DIAS DE SÁ, então presidente do Centro Espírita Jesus de Nazaré, de Itaporanga, agora na Pátria Espiritual e o médico ERNANI DINIZ, que era o Coordenador do Espiritismo na Região.

O Brasil é considerado a maior nação espírita do mundo e hoje exporta a Doutrina às aos cinco continentes, Américas, África, Ásia, Oceania e Europa.

Essa que é a proposta espiritual, que surgiu preliminarmente com as famosas manifestações físicas, na pequena cidade de Hydesville, com as irmãs Fox, isso em 1848, nmos Estados Unidos da América e foi aperfeiçoada no outro lado do oceano, na Europa.

Estudado por grandes pensadores de então, como Walacce, Zöllner, Crookes, Loge, a Doutrina Espírita é a doutrina dos espíritos, codificada pelo professor ALAN KARDEC, um intelectual das terras de Paris que realizou a promessa do Cristo para a redenção da humanidade:

“Não vos deixarei órfãos, voltarei para vós outros”

Esse tempo chegou. Nasceu o espiritismo, Doutrina de amor e luz, codificada e não criada por Alan Kardec. Lançada ao mundo em 18 de abril de 1857. Kardec foi escolhido para a difícil e complexa missão de começar a quebrar paradigmas, resgatando o Evangelho de Jesus na sua pureza primitiva e ensinando novas verdades, que o homem primitivo ainda não podia conceber.

O professor Denizard, ou Allan Kardec, teve conhecimento da sua grande missão em 30 de abril de 1856, na casa do Sr.Roustan. Denizard escolhera o pseudônimo de Allan Kardec, por vinculação a vidas pretéritas, para separar a obra do homem, uma vez era muito conhecido na Europa, de família tradicional de magistrados. Em 1857 criou o primeiro Centro Espírita do Mundo, a “Sociedade Parisiense de Estudos Espíritas,”como também e Revista Espírita em 1858, um marco dessa proposta de Jesus.

O dia 18 de abril é comemorado o DIA NACIONAL DO ESPIRITISMO, pois fora aprovada na Câmara dos Deputados, em caráter conclusivo, o Projeto de Lei nº 291, de 2007, de autoria da deputada Gorete Pereira do PL do ceará que “dispõe sobre a criação do Dia Nacional do Espiritismo.

Na Paraíba a deputada Iraê Lucena fez o mesmo, criando projeto de lei nesse sentido e sancionado pelo então Governador Cássio Cunha Lima. É a Lei nº 8.252, de 20 de junho de 2007.

Na cidade de Itaporanga, O projeto de lei foi defendido pelo então vereador HERCULANO PEREIRA, transformando-se em lei com a sanção do então prefeito ANTÔNIO PORCINO. O dia foi de festa para comunidade espírita da cidade e contou com a presença do então Presidente da Federação Espírita Paraibana, Dr. JOSÉ RAIMUNDO DE LIMA que é Procurador de Justiça, membro do Ministério Público do Estado da Paraíba.

Que venha a X Semana Espírita do Vale do Piancó, para que possamos celebrar a volta de Jesus, para fortalecer os valores morais do ser humano, tão desgastados nas terras “brasilis”.

PENSE NISSO, MAS PENSE AGORA MESMO

domingo, abril 13, 2014

IX SEMANA ESPÍRITA DO VALE DO PIANCÓ


9° Semana Espírita do Vale do Piancó

(Reynollds Augusto)

Quem iniciou o projeto para realizar as semanas espíritas no nosso belo Vale do Piancó, foram os nossos irmãos ERNANI DE SOUZA DINIZ, então Coordenador Espírita do Vale do Piancó e o saudoso então Presidente do Centro Espírita Jesus de Nazaré, FERNÃO DIAS DE SÁ. Isso nos anos noventa.

Palestras públicas nos Centros Espíritas da Região, Banca do Livro Espírita em Praça Pública, muita festa e alegria. Tinha como ponto de partida o aniversário de “O LIVRO DOS ESPÍRITOS”, que foi lançado em 1857, sendo o principal livro da Doutrina Espírita, por ser a sua “espinha” dorsal, sustentando todas as outras obras doutrinárias. Portanto 157 anos. É uma espécie de código da vida espiritual, que trata dos aspectos filosóficos da proposta espírita, que é a proposta cristã, resgatada, aperfeiçoada pelos imortais, os anjos do senhor.

Perguntas que a humanidade quer saber em torno da existência e que uma boa parte, infelizmente, desconhece. Como morte, como vida, dor e sofrimento, imortalidade, leis morais, leis naturais... Leis. O Livro dos espíritos é um compêndio das leis da vida. Faz parte do “Direito de Deus”.

Dos dias 12 de abril a 19, a Coordenadoria Espírita do Vale do Piancó, que tem á frente o contador VICENTE TOBIAS, está promovendo essa festa da luz. Começou com a palestra pública do Centro Espírita Jesus de Nazaré, da cidade de Itaporanga, como expositor REYNOLLDS AUGUSTO, que tratou do tema “Nacer de Novo”, tendo como exordista a sua filha CAMILA AUGUSTO, que tratou da parábola do semeador. A comemoração continuará com visitas, em caravanas, a duas casas espíritas da região. O Centro Espírita Jesus de Nazaré de Catingueira, na quarta; cuja palestra será proferia pelo confrade JOSÉ CAMPOS e o Centro Espírita Maria de Nazaré, do distrito de Pitombeira, Santana Dos Garrotes; cuja palestra será ministrada pelo jovem dmolay DANILO JONTHAN.


O Livro dos Espíritos é o primeiro livro da Doutrina Espírita e foi publicado pelo educador Francês HIPPOLYTE LÉON DENISARD RIVAIL, cujo pseudônimo é Allan Kardec.

Chama-se “O Livro dos Espíritos”devido o seu conteúdo pertencer aos “Espíritos”. Allan Kardec apenas fez questionamentos, com base nas duvidas da humanidade. O Professor Kardec perguntava e os espíritos respondiam. Isso com a ajuda de vários jovens médiuns: Caroline e Julie Boudin, com 16 e 14 anos. Depois Celine Japhet, com 18 anos, no processo de revisão do livro, realizado por Alan Kardec, mediante contato com centros espíritas de cercas de 15 países da Europa e das Américas

Estamos em plena semana Espírita. Na quinta e na sexta, estaremos com a Banca do Livro Espírita em Praça Pública e convidamos você a dar uma passadinha na concentração que será de frente à Farmácia de Vanise, com Livros e a boa conversa em torno das questões espirituais.


PENSE NISSO! MAS PENSE AGORA MESMO.

terça-feira, abril 08, 2014

As Janelas


As Janelas
 (Reynollds Augusto)

 

Janelas são aberturas perfeitas para se divisar o mundo, ver as pessoas, sentir a alegria da vida. Deve ser triste uma residência sem janelas, a casa se transforma em uma cadeia privada.

Sem janelas abertas, o ar da vida não penetra no interior da residência, para depurar o ambiente.  

Sem janelas não podemos ver a chuva que cai, o sol que entra, a vida que muda de “face” todos os dias. Dias sempre diferentes um do outro.

Deus não repete. Cada dia um novo dia para recomeçar, seguir em frente à busca da plenitude, que a meta de cada um. As janelas são importantes para se ver o mundo lá fora. Quando a vida fecha uma porta, Deus abre uma janela, diz a sabedoria popular.

Aqui em casa nós temos muitas janelas. Casa antiga, dos meus avós, que deixaram várias aberturas para se ver o mundo, a vida, que segue sempre rumo à sua meta.

Há janelas de todos os formatos, mas não importa. Elas são extraordinárias . Há janelas interiores. São instrumentos necessários para desafogar o mundo íntimo e perceber outros caminhos, divisar as soluções, fortalecer o âmago, para não se sentir preso aos equívocos, sozinho, desamparado, fechado ás novas perspectivas.

Deve ser triste uma vida sem janelas.

Ontem a chuva passou forte na nossa Itaporanga. No sertão poético, quando o céu está negro, é que o tempo é bom. A chuva é a nossa esperança, é a nossa janela. Ela está chegando sorrateira e depurando meu sertão poético. É tempo de alegria de sonhos, de semeadura. É tempo de leveza.

Levei minha inocente filha de seis anos para apreciar a chuva que caia. A janela foi a nossa televisão. Um espetáculo de Deus, o verdadeiro show da vida. Uma iluminação natural, com relâmpagos cortando o céu, com uma bateria de trovões a encantar os ouvidos. O “maestro natural” sabe fazer sorrir, fazer  feliz.

 É uma beleza ver a chuva que cai pela janela, na rua treze de maio, antiga rua da gaveta, segundo o meu carteiro e intelectual irmão maçon, Nilton Mendes. Esse conhece as janelas da história de Itaporanga.

- Pai, eu também tenho um janelinha?

- Como filhinha?

- Perdi dois dentinhos. Olha?

Essa é uma janela importante, da infância, da inocência, da real felicidade.

Abra janelas na sua casa. Abra as janelas da sua vida. Veja o mundo.

Eu gosto de janelas.

PENSE NISSO! MAS PENSE AGORA MESMO

 

 

 

segunda-feira, abril 07, 2014


PENSE NISSO! MAS PENSE AGORA MESMO
..............................................................................................
Morte Prematuras
(Reynollds Augusto)

Nesse sábado, dia 05 de abril, nós formos à cidade de Catingueira, precisamente ao Centro Espírita Jesus de Nazaré, aprender. Aprender com o empresário José Campos, um tema recorrente e que ninguém trata com leveza, exatamente por desconhecer o significado da vida. As mortes prematuras.

Elas existem? 

Nós temos um “quantum” de energias para estar aqui, mas os nossos excessos na comida, na bebida, na busca das ilusões, por vezes, fazem com que o espírito se desligue do corpo físico “antes do combinado”, que as pessoas, ordinariamente, chamam de morte. Também as nossas desmedidas ações promovem o desligamento do corpo. As nossas imprudências podem acelerar o processo. 

Campos passou por esse tipo de experiência e sabe falar como ninguém desse fato. 

O seu filho mais velho morreu (desencarnou) em trágico acidente há alguns anos, quando retornava de uma festa da cidade de Pedra Branca. Foi uma comoção geral na cidade, mas conseguiu superar o evento, com a ajuda da sua bela Rosa e os ensinamentos da doutrina, espírita que indica a realidade da vida, sem ilusões. É um dor que não se explica, pois que de ordinário a ordem se inverte e se torna chocante para os pais ter que enterrar seus filhos. Prometeu, com sua esposa, que iriam tentar minimizar as dores dos pais que perderam seus filhos “prematuramente” e fez uma viagem da emoção da vida e na proposta dos imortais em torno das mortes prematuras. Contou casos emocionantes de amigos que posteriormente, passaram pelo mesmo drama. 

- Campos, meu amigo, de todas essas pessoas que estão aqui, no velório do meu filho, você é o único que sabe a dor que eu estou sentindo.

A morte é etapa da vida, que segue sempre. O corpo anda morrendo a cada dia, mas como não fomos preparados para esse entendimento e nunca estamos, pois o instinto de sobrevivência é mecanismo natural para a preservação e ainda somos materialistas demais para entender que dimensão material é secundária, da ordem da vida, mas extremamente importante para as aquisições do espírito imortal, que somos.

Morrer é mudar de lugar. São inúmeros os casos catalogados em torno da vida do espírito, que continua a sua caminhada rumo ao aperfeiçoamento, que não cessa.

Mas, morte prematura existe sim. 

Do ponto de vista material sim, quando a pessoa desencarna na fase jovial , ainda criança, mas do ponto de vista espiritual nem sempre. Uma criança que morre em tenra idade, por exemplo, poder ser compromisso desse espírito estar pouco tempo na carne e dos pais para experimentar situações pessoais, oriundas do seu processo de vida particular. Nesse caso não foi prematura do ponto de vista espiritual. É lei de causa e efeito funcionando.

Mas, quem vai explicar isso direitinho é José Campos, no programa Música e Mensagem, de hoje, da Rádio Boa Nova de Itaporanga, que acontece sempre ás 17 horas.

Não perca! 

Somos imortais

PENSE NISSO! MAS PENSE AGORA MESMO

quarta-feira, abril 02, 2014

"SANTA IGNORÂNCIA"

  1. PENSE NISSO ! MAS PENSE AGORA MESMO
    ...................................................................................
    “Santa” ignorância
    (Reynollds Augusto)

    Na verdade nenhuma ignorância é santa. É ignorância mesmo. Vez po
    r outra eu recebo em minha caixa de E-mail algumas “pérolas” de padres, pastores ou representantes religiosos, que se arvoram representante de Deus na Terra. E têm muitos.

    Dou uma risada, sem sarcasmo, mas fico triste por ver o quanto “as ovelhas” estão mal orientadas. Deve ser por isso que a humanidade chorou e chora tanto com as grandes guerras santas, em nome de Deus, que muda de nome, mas não deixa de ser a causa.

    E ignorantes têm em todas as culturas. Os mulçumanos estão matando cristãos em praça publica, sob o argumento de que eles são hereges. O cristão, mais precisamente, a igreja tradicional, nas fogueiras da inquisição, cometeu absurdos que até Deus duvida tudo em seu nome. Chegaram a queimar Joana dÁrc, que tinha uma mediunidade fora do comum e depois a transformaram em santa.

    Recebi uma postagem de um tal “Jornal O Rebate”, que destaco: Como Lidar com Demônios e Espíritas? Diz o padre (sic): “A experiência que tenho é que a doutrina espírita se combate "corpo-a-corpo", com amizade e cuidado. Os "embates públicos" não ajudam muito. De modo que, se um espírita kardecista, por exemplo, me pergunta se o espiritismo é do demônio, eu conversaria com ele para que juntos chegássemos à conclusão de que "sim, é do demônio". Só deste modo ele teria argumento suficiente para decidir (isso mesmo!) se quer continuar no espiritismo ou não, se quer seguir a Jesus Cristo ou não. ”(1)

    Padre, meu filho, a Doutrina Espírita não se combate, se estuda ,absorvendo as suas propostas que implicam em amor e sabedoria. Ela é o consolador prometido por Jesus, que seguimos efetivamente. Espalha o seu evangelho na sua pureza primitiva, em sua raiz, sem os enxertos dos dogmas da ilusão.

    Não sei se o senhor sabe, mas Jesus não era cristão. Era judeu. O cristianismo foi um movimento criado após a sua morte e que foi muito distorcido. Talvez tenha sido por isso que ele, Jesus, nada escrevera. E olha que acho que ele era trilingue: Falava aramaico, uma espécie de dialeto, já morto; falava o hebraico e com certeza o latim. Pois o romano Pilatos não ia se “rebaixar” a falar a língua do povo judeu.

    Não tendo sido ele que escreveu o erro ficou por conta de quem transmitiu a sua mensagem redentora. Mas, é preciso "ter olhos de ver e ouvidos de ouvir”.

    O senhor talvez não queira debater, “em praça” pública, temas de relevância espiritual, pois as argumentações tradicionais não se sustentam mais. E o espírita não se presta a isso. Cada um com sua escuridão, mas é preciso buscar luz padre e o Espiritismo é a luz no velador, como disse o nosso mestre Jesus.

    Sugiro que o Senhor leia atentamente as obras do Professor Severino Celestino, professor universitário da UFPB. Comece por “Analisando as Traduções Bíblicas”. Apesar de ser doutor, com esses títulos sociais, que incitam o orgulho humano, é “cabra” simples, mas que conhece o hebraico e identificou o quando as traduções são tendenciosas.

    Também, padre, as obras do Juiz de Direito Mineiro, Doutor Aroldo Dutra dias, que é magnífico em suas argumentações e consegue tirar das entrelinhas a verdade proposta por Jesus, tão manipulada pelos interesses dos homens e das religiões.

    Demônio, padre, é um símbolo, não é uma entidade. Deus não pode criar o mal, pois ele é bem e amor pujante. Esse negócio de que Satanás foi um anjo que se rebelou para tomar o trono de Deus, é balela. Conversa fiada. Quem é anjo, não regride, pode até se transformar em “mais anjo” e não virar a figura do mal, que em minha opinião é a ignorância, como essas bobagens que o senhor anda dizendo. Procure entender a origem da expressão, sem as manipulações, que o senhor vai compreender.

    Padre, Espiritismo e Jesus andam juntos. Alías, o espiritismo é proposta do Cristo. É o seu consolador. Resgata as verdades que foram “enterradas” na sua pureza primitiva e apontam outras, pois o próprio mestre Jesus já afirmara que não deu tempo de dizer tudo e que mandaria outro consolador.

    Padre vou continuar com o ESPIRITISMO, que é o mesmo que estar com JESUS. Se a sua religião lhe satisfaz, continue seguindo a sua crença, pois religião é coisa do homem, religiosidade é “coisa” de Deus.

    Eu nasci no seio católico e amo a igreja católica. A minha avó tinha um profundo respeito aos seus ritos, as suas fórmulas e sempre foi uma pessoa de verdade, fazendo o bem, amando as criaturas. É isso que importa.

    Se eu quisesse rebater as incongruências da sua fé, daria um livro. Mas focalizo o lado positivo, que é maior que os equívocos. As pastorais, por exemplo, são coisas de Deus. É Padre, como a Doutrina Espírita, que produz o bem efetivamente. Se o senhor conhecesse as atividades das “Casas André Luiz”, o senhor teria vergonha da bobagem que está dizendo.

    Se o senhor desse um pulinho em Boa Ventura, e visse o trabalho de amor que o CESB – Centro Espírita Seareiros do Bem de Boa Ventura, faz todo final de semana, o Senhor se envergonharia dessas opiniões preconceituosas que jamais deveriam advir de um sacerdote.

    Mas, sei que o senhor faz isso não é por maldade, é por ignorância mesmo. Espírito de sistema, que a razão e o tempo vão dispersar. No futuro, padre, as teses espíritas vão preencher os seus conceitos.

    Quando Jesus disse que “haverá um só pastor e uma só rebanho” é que todas as religiões vão defender a mesma verdade. A Doutrina Espírita vai ajudar vocês a encontrar o caminho.

    Beleza é o arcebispo católico DOM ALDO PAGOTO, que vez por outra dá palestras nos centros Espíritas da Capital. Já estive presente a uma delas e dei aquele abraço no nosso irmão, católico. Temos mais pontos de união do que de divergências.

    Padre, morte só a do corpo. Até o nosso grande DOM HELDER, um cristão de verdade, se comunicou após a morte do seu corpo. Espie. Compre. Leia. Uma parte dos lucros vai para as obras assistenciais católicas.

    Somos imortais!

    https://br.answers.yahoo.com/question/index?qid=20111020124143AABXqOg

    PENSE NISSO! MAS PENSE AGORA MESMO

  1.  

sábado, março 29, 2014

Mortes Prematuras


PENSE NISSO!MAS PENSE AGORA MESMO
........................................................................
Mortes Prematuras
(Reynollds Augusto)
Eu descobri que todos nós precisamos desanuviar as nossas mentes com temas espirituais, porque senão somos levados pelo roldão das ilusões e perdemos uma encarnação, uma existência, que é etapa de nossa vida, que não tem fim.
Descobri, também, que sou um espírito que tem um corpo e não um corpo que tem um espírito. Quem pensa diferente geralmente se dá mal e precisa recomeçar. Ainda bem que somos imortais, mas “repetir de ano” não é muito inteligente.
Na dinâmica da vida eu e você podemos até estacionar, mas jamais regredir. O que se aprende não se perde. É patrimônio pessoal do espírito. Por isso é necessário “investir” na razão e no sentimento que são as duas asas que nos levam a Deus.
Também é preciso persistir, conheço pessoas que são influenciadas de imediato pelo “bom e pelo belo”, como disse o grande Platão, mas desistem cedo, não persistem, não buscam, não dão continuidade ao que começaram. Jesus foi enfático: “aquele que persistir até o fim, será “salvo”. O salvo aqui, precisamos decodificar. Deus já criou os seus filhos, todos nós, salvos. Mas, salvação aqui tem o sentido exato do termo: EVOLUÇÃO. Podemos dizer: Aquele que persistir até fim, conquistará o que deseja, atingirá as suas metas, viverá plenamente, encontrará a felicidade.
Eu não costumo perde uma reunião de sábado do Centro Espírita Jesus de Nazaré, que acontece sempre pelas 20 horas, aqui em Itaporanga. São momentos importantes para oxigenar a alma rumo ao infinito. Todos nós precisamos de espiritualidade, pois somos espíritos, antes de estar usando esse corpo. Quando você entende a exata dimensão do que você é, o que está fazendo aqui e para onde vai após a morte do corpo físico, você vive com mais alegria e deixar de lado as ilusões que só traz dor e sofrimento.
Ontem, no Centro, participamos de um bela palestra do empresário José Campos, que tratou de mortes prematuras e ilustrou o tema com casos reais, inclusive da sua própria vida. Uma noite especial. Antes tivermos o exórdio da sua amada, Rosa Campos, que tratou da paz interior, coisa difícil nos tempos atuais.
Esse “negócio” de dizer que só se morre no dia é balela. Você pode morrer antes. O corpo foi preparado para viver um tanto de vida e você pode partir na metade desse tanto e até menos.
Os vícios, as irresponsabilidades, influenciam nesse tempo. É o chamado “Suicídio indireto”. Tem muita gente se suicidando e nem sabe disso. O danado é que sabendo ou não, a ação tem repercussão na vida pessoal de cada um. É claro que com as suas devidas dosagens, pois quem quer conscientemente se matar, vai sofrer mais do que quem se matava e não sabia. A morte do corpo liberta o espírito para o encontro consigo mesmo
Agora, é meritório quando se sacrifica a vida, com o fim de salvar a vida de outras pessoas. Se a intenção foi realmente essa, esse sacrifício não é suicídio. Quantas pessoas arriscam as suas próprias vidas para salvar outras e terminam morrendo? 
É como disse o professor Kardec: Todo sacrifício feito à custa da própria felicidade é um ato soberanamente meritório aos olhos de Deus, porque é a prática da lei de caridade. Ora, sendo a vida o bem terreno a que o homem dá maior valor, aquele que a ela renuncia pelo bem dos seus semelhantes não comete um atentado: é um sacrifício que ele realiza. Mas antes de o realizar deve refletir se a sua vida não poderá ser mais útil que a sua morte.
PENSE NISSO! MAS PENSE AGORA.

Hoje, Me Lembrei do Grande Fernão


Hoje Me Lembrei do Grande Fernão
(Reynollds Augusto)

Mudança de Hábito. Esse é caminho da evolução. Substituição. Substituir o que é ruim pelo que é bom. Andar mais a pé, por exemplo. Pedalar, de bicicleta. Redundante, mas importante. São comportamentos simples e saudáveis que prolongam a nossa a vida física e o melhor dá mais qualidade.

O leitor sabe que nós somos consumidores de química. Dificilmente comemos uma comida saudável, deve ser por isso que as doenças estão em polvorosa e tem para todos os gostos. Habituamos-nos a comer um “cuscuz”, que não tem milho, bolachas crocantes, que não perdem a sua textura, meses e meses nas embalagens de plástico.

E tem as perigosas bolachas “rocheadas”, como diz um amigo meu viciado nesse negócio. Refrigerantes, que são águas pretas, amarelas, verdes e tudo mais, que a mídia diz que são sabores da vida.

E a sardinha hem? Meses a até anos, enlatada, cujo “frescor” é pura química.

E por aí vai...

Nós comemos mal. Mas se desvencilhar disso está cada vez mais difícil. A alimentação natural é coisa para rico. Aqui em casa ainda consigo comer um arroz, milho, feijão, verduras, frutas, galinha, que a sogra traz das bandas de cachoeirinha.

O tal do galeto é hormônio puro. O “bichim” é criado numa prisão, à luz de lâmpadas incandescentes, sob um estresse danado e cresce que parece mágica. Nasce, dorme pinto e amanhece galo. Isso é química e vai para o nosso “bucho”.

Mas Cachoeirinha é “cidade” de primeira, é tão pequena a rua que não dá para passar a segunda marcha, rumo a Santana de Mangueira. Mas é lugar bom de viver, de se acalmar, de conversar, de tirar a loucura da competição social. Quando estou cansado, vou para lá, à casa de minha sogra “Naná”, não fazer nada e ainda de quebra, faço refeições dos deuses.

A turma ainda vive uma vida quase rural, porque a “ditadura do consumo”, também chegou, mas sem muita evidência. Mas, por lá, as chuvas estão cada vez mais difíceis. Como sempre foi e como sempre será. Faltam políticas públicas para o nosso lugar.

E as pessoas ainda não sabem por que temos tantas doenças.

Mas não é disso que eu quero “falar”. Hoje eu fui à mercearia do famoso “ZÉ PEQUENO, pagar a minha conta mensal. A pé, quem anda a pé, é homem de fé. E passei na frente da residência do meu amigo, irmão, saudoso FERNÃO DIAS e da sua Amanda, também, DONA MARIA. Que partiram para a pátria espiritual e que deixaram um rastro de luz em Itaporanga.

O amor fez morada naquela casa.

Seu Fernão foi (é) um homem especial. Inteligente. Filósofo. Astrônomo e um pintor que “invejava” a obra de Van Gogh ou de qualquer artista da história da pintura "universal".

A sua arte parecia que tinha vida. A sua residência era uma galeria de arte e nas paredes expressões de sua grandeza pessoal. Tenho para mim que o nosso irmão Fernão foi um desses grandes da arte, que voltou ao planeta trazer a Itaporanga a maior de todas as artes: a arte da consciência de vida, que o Espiritismo nos passa.
Foi ele quem pintou o quadro do “Um amigo Poeta” inspirando a minha amiga Aurelúcia de Catingueira, em momento de transe mediúnico. Sem a ver retratou-a com fidelidade.

Quantas noites, depois das reuniões filosóficas e evangélicas do Centro Espírita Jesus de Nazaré, me dirigia à sua casa para ver as estrelas, por meio do seu possante telescópio. A lua, símbolo dos românticos; marte; Venus, a nossa Estrela Dalva...

Uma beleza!

Ele permanecia a maior parte do tempo na parte de cima de sua casa, que a transformou em seu quarto e observatório do céu. Ainda diviso as antenas parabólicas. Uma para o satélite brasileiro e outra para captar as emissoras da Europa, do velho mundo. Talvez para relembrar momentos de sua vida naquelas plagas, pois, numa me confidenciou, mas desconfiava que fosse daquelas bandas pelos seus traços pessoais.

O melhor era as conversas em torno da vida e quando nos despedíamos, ficávamos ansiosos para que chegasse a próxima visita.

Dona Maria, a sua amada, sempre fazia aqueles belos lanches da noite, depois dos altos papos em torno da vida. Nesse que foi, que é, um espírito buscador, como nós, rumo ao aperfeiçoamento.

Até logo, seu Fernão. Deves estar com a tua amada Maria, aguardando a volta dos teus e dos teus amigos, pois morte, só a do corpo físico

E o Pai não nos criaria para o fim.

PENSE NISSO! MAS PENSE AGORA MESMO
1Curtir ·  · 
Na Rádio COMUNITÁRIA BOA NOVA FM DE ITAPORANGA-PB www.boanovafmpb.net/

MÚSICA E MENSAGEM - 17 HORAS - BOA NOVA FM DE ITAPORANGA